21 de fevereiro de 2011

Brasil será o quarto maior mercado doméstico de viagens no mundo em 2014, diz IATA

Até 2014 o mundo terá mais 800 milhões de viajantes do que em 2009, serão cerca de 3,3 bilhões de viagens aéreas domésticas e internacionais. A média de crescimento anual do planeta será de 5,9%.
No cenário internacional, em 2014 os países com maior número de viajantes não serão muito diferentes dos atuais: EUA (215 milhões), Reino Unido (198 milhões), Alemanha (163 milhões), Espanha (123 milhões) e França (111 milhões). O mundo terá cerca de 1,3 bilhões de viajantes internacionais em 2014. O crescimento anual estimado  na América Latina no período será 5,7%, em média.
O crescimento doméstico, ou seja, pessoas viajando dentro de seus países já apresenta uma outra realidade; com uma média mundial de 5,7% os maiores mercados internos em 2014 serão EUA (671 milhões), China (379 milhões), Japão (102 milhões), Brasil (90 milhões) e Índia (69 milhões).
( Dados da IATA - International Air Transport Association )

2 comentários:

giorgioaugusto disse...

A ascenção à classe média dos "novos consumidores brasileiros" vem gradativamente refletindo também em nossa atividade econômica. Entretanto, ao mesmo tempo que esta constatação demostra o potencial de crescimento do Brasil no setor de viagens, ao mesmo tempo preocupa. Apesar do esforço do governo em melhorar e ampliar as estruturas aeroportuárias, não se vislumbra no curto prazo, ações realmente concretas que permitam que este crescimento ocorra sem que provoque "efeitos colaterais". Espera-se que por conta da Copa do Mundo e da Olimpíadas os investimentos planejados, sejam executados. Se bem que até 2014, já serão segundo as perpectivas 90 milhoes de passageiros cruzando os ceus desse nosso Sensacional Brasil.

Thiago Duch disse...

Olá Jeanine!
Giorgio Augusto frisou muito bem ao destacar os "novos conumidores brasileiros" e acredito ser um desenvolvimento sólido do setor aéreo brasileiro. Completo dizendo que se observarmos o Índice de Eficiência Opoeracional (IEO)* calculado pela ANAC entre os anos de 2007 e 2009 veremos que o setor tem se modernizado e profissionalizado cada vez mais, e em virtude de suas facilidades, tem se tornado o principal meio de transporte para o deslocamento entre grandes e médios centros urbanos.
Outro fato interessante é ver os dados da ANTT que afirma os transportes rodoviários (trajetos acima de 75 km) têm apresentado uma procura decrescente nos últimos anos. Embora ainda seja de fundamental importância, decresceu entre 2004 e 2007 cerca de 5 milhões. Bom, são dados a serem avaliados, que explorei por aqui apenas para ilustrar que estamos sustentado e desenvolvendo um setor fortíssimo de nossa economia.
Grande abraço..

saudações turísticas.

Thiago Duch

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger